Edinei


(Edinei é uma garota legal, honesta, limpa, inteligente, que às vezes é possuída pelo demônio e faz coisas que não gostaria de fazer).

edi

Anúncios

Descobri uma coisa horrível. Tenho nome de homem.
Minha mãe disse que na hora de escolher, achou esse bonito. Meu pai concordou. E então, eles colocaram. Assim, só porque acharam bonito. Disseram que não sabiam que era de homem.
Eu descobri que poderia me chamar Edinéia, que seria o feminino. Eu poderia ter outro nome, o nome correto.
Se eu me chamasse Edinéia, eu seria certa. Eu teria outro modo de pensar a respeito do meu nome.
Eu me sentiria bem, porque o meu nome iria condizer comigo, não é? Não seria um nome assim, sem sentido.
Um amigo disse que eu sou louca, e que não me imagina com outro nome. Que isso não em nada a ver com quem eu sou. Que eu continuaria sendo eu mesma. E disse que existem pessoas por aí que têm motivos reais para se preocupar com seus nomes. Que se eu me chamasse Bucetildes eu poderia dar esse piti.
Se eu me chamasse Bucetildes não conseguiria nem sair na rua. E eu saio. Eu faço um monte de coisa, e me apresento normal pros outros, trabalho, estudo, tenho amigos.
Mas ainda bem que existem os apelidos.

EDINEI – Oi amor, tudo bem?

CUNHADA – Tudo.

EDINEI (dando espaço no sofá) –  Senta aí.

CUNHADA – (suspiro) Ai, Di… (sentou-se no sofá, pegou uma almofada e pôs no colo)

EDINEI – Fala… que foi?

CUNHADA – É o seu irmão…

EDINEI – Que é que tem?

CUNHADA – Ah, sei lá, tem umas coisas que ele faz que me deixam louca!

EDINEI – Ah, normal.

CUNHADA – Ah não Di, ele passa dos limites!

EDINEI (olhando para os próprios pés) – Nossa, preciso cortar essas unhas! Mas e aí, você falou com ele?

CUNHADA – Ah, falei né. Ele disse que eu tô exagerando e que eu quero mudar a personalidade dele.

EDINEI – É, você tem que pensar que tem coisas em você que ele também não deve curtir, mas ele suporta porque gosta de você… sei lá.

CUNHADA –  É essa mania que ele tem de cutucar o nariz, pô, toda hora, em todo o lugar meu! Ah, fala sério!!!

EDINEI – Não, realmente isso é falta de educação mesmo… (olha novamente para os pés) nossa, mas elas tão muito grandes, olha a do dedão!

CUNHADA – Nossa Di, precisa cortar mesmo. Mas então…

EDINEI – Ah não, eu concordo com você! Ridículo, ele não tem mais 5 anos, acho que você tem que dar uma dura meu! Puta coisa nojenta, éca!

CUNHADA – Vou falar com ele pela milionésima vez. Personalidade… cutucar o nariz, personalidade…

EDINEI – Se você quiser que eu te ajude… nossa, que pele gostosa! (dobrou a perna e levou o dedão à boca para comer uma pele no canto da unha)

CUNHADA (em choque)

EDINEI (cuspindo a pele) – Nossa que pele! (esticou a perna) E no outro pé… também tem! (levou o outro pé à boca)

CUNHADA (apressada, jogou a almofada) – Di, vounessadepoisagentesefala. (saiu correndo)

(Edinei é uma garota legal, honesta, limpa, inteligente, que às vezes é possuída pelo demônio e faz coisas que não gostaria de fazer).

Nossa, tô tão feliz! Ontem, a mulher que me entrevistou semana passada ligou e disse que eles me escolheram para o estágio!!! Eu começo segunda-feira, vai ser o início de uma nova etapa, sem dúvida!!!

Vou ser responsável por todo o departamento! Quer dizer, na verdade o departamento nem existe ainda, e eu sou a única funcionária da empresa, mas tudo bem! Nós vamos crescer juntos!!!

Nossa, tô muito empolgada, vou poder comprar aquele celular show que eu vi. Não que o meu esteja ruim, mas foi comprado numa emergência, porque o outro foi roubado e eu não tinha muita grana pra comprar outro. Ele até que é legalzinho, mas eu quero um mais legal, mais moderno. Falando em moderno, um DVD pro meu quarto não seria má idéia… e as roupas, perdi várias porque emagreci, as calças parecem sacos aí coloco cinto e fica pior, e… do que eu tava falando, mesmo??

(Edinei é uma garota legal, honesta, limpa, inteligente, que às vezes é possuída pelo demônio e faz coisas que não gostaria de fazer).

Aaaiiiiiiiii!!!

Que dor! Será que eu vou conseguir dormir? Bom, tomei o analgésico agora…

Todo mundo falando no meu ouvido “Você é louca, não pode ir passando a mão assim no cachorro, blá, blá, blá”, mas porra, todo dia eu falo oi pra ele, fico com tanta dó dele ali sozinho…

Nunca vi ninguém levá-lo pra passear, às vezes tá um friozão e ele naquele chão frio, não tem nem casinha…

Vai ver que ele mordeu minha mão pedindo socorro. Quer se livrar daquelas pessoas horríveis que o maltratam.

Deveria ser proibido vender animais para pessoas mentalmente prejudicadas. As pessoas teriam que fazer testes para adotar um animal, assim como com crianças. Lógico, todos somos seres vivos!!!

E deveria também… existir uma Associação de Huskys Siberianos em Perigo, tipo de apoio à classe mesmo, tipo um sindicato. Eba!!! Aí eu ligaria lá, denunciaria aqueles idiotas e eles invadiriam a casa, dariam, sei lá, uma multa, um esporro, que seja, e levariam o lindinho embora… para um lugar maravilhoso!!!

… Nossa, esse analgésico age rápido, não?! Nem tô sentindo mais dorrr. Naverdadi não sinto mais omeu corpo… amém.

 

(Edinei é uma garota legal, honesta, limpa, inteligente, que às vezes é possuída pelo demônio e faz coisas que não gostaria de fazer).

Hoje é meu aniversário. Quer dizer, daqui a 5 minutos não é mais, são 23:55.

Meu ex não me ligou. Nem um torpedinho, nada. Pô, a gente ficou junto 3 anos, que é que custa mandar uma mensagem: “Parabéns.”, só, nada mais que isso? Não custa, meu!!! Será que esses 3 anos não significaram nada???

Será que no último mês do namoro, quando ele começou a ficar estranho comigo, já estava rolando um clima com a minha prima? Porque, pelo que eu sei, eles só ficaram uns dias antes de eu terminar com ele.

Por que ele não chegou, não foi HOMEM, e me falou que não tava legal, que tava afim de outra? Sabe, ficou me enrolando um tempão, sendo frio comigo, e eu achando que era eu que tinha algo de errado, quando na verdade era ele!!! Pior, nem quando ele ficou com a minha prima veio me falar, eu que fiquei sabendo pelo namorado da irmã dele (que é meu amigo), e tomei a iniciativa de terminar. Aí logo depois ele já veio pagando de gatinho, de mão dada com ela, no meio da galera… putz.

Covarde. Fico pensando quando é que ele ia me contar… Foda. Hoje ele provou que não tem um pingo de consideração. Filho da puta.

Bom, isso foi ontem, já passou da meia-noite. Foi-se o meu niver. Ah, até que foi legal, meu. Beleza, meu ex é um idiota, mas isso foi ontem. Opa! Mensagem no celular!!!

Parabéns, Di, lembrei agora. Td de bom, te adoro muito. Vc merece ser feliz. Bjsssssssssss

E… não é dele!!! É de um dos amigos dele, aquele que curte fazer trilha… hummmmmmmmm. Não há nada como um dia após o outro.

(Edinei é uma garota legal, honesta, limpa, inteligente, que às vezes é possuída pelo demônio e faz coisas que não gostaria de fazer)

Como tem gente ridícula nesse mundo. Não me conformo.

Tem uma menina da faculdade, da minha sala. Nunca nos falamos, a sala tem muita gente e eu não sou de falar com estranhos mesmo. Não que ela seja uma desconhecida, mas…

Enfim, e estranha ela é mesmo, no sentido de ser esquisita.

Quer dizer, ao meu ver ela é estranha, pode ser que ache o mesmo de mim. Ai, enfim!

Aí ontem ela veio falar comigo. Já fez uma faculdade, tem 29 anos, e só por causa disso achou que tinha que me dar conselhos. Eu disse que não sabia direito se queria exercer a profissão, que queria deixar as coisas rolarem, que a vida era minha e que naturalmente eu iria decidir o que fazer quando terminasse o curso. Ela começou a falar um monte do nada! Que eu não amava a profissão que eu escolhi pra estudar, que eu tinha que fazer isso e aquilo. Desembestou a falar e não parava mais.

Sabe essas pessoas que falam, param, aí começam a resmungar, falam mais um pouco, param, resmungam e voltam a falar? Você acha que finalmente o discurso acabou, mas vem mais merda de novo? Eu não ouvia mais nada, não acreditei que tava levando sermão de uma qualquer que se achava. Procurei pensar em outras coisas mais agradáveis.

Não me lembro direito como aconteceu. Quando percebi, ela estava correndo e gritando pelo corredor. Minha amiga me disse que eu bati na menina, na cara. Ela quis arrancar um fio de cabelo branco que eu tenho, e eu dei um puta tapa na cara dela.

Reflexo! Bem feito! Não me conhece e quer vir apavorando? Fala sério. Sai fora, sua estranha!

Próxima Página »