Preciso fugir.

Preciso fugir de quê?

Daquela coisa imensa que se aproximava sorrateira.

No meio das sombras, eu não a percebi. Enquanto estava acontecendo, enquanto ela se movimentava na minha direção, rastejando, silenciosa, eu não vi.

Talvez não era para ver.

E então chegou, envolveu e cresceu, maior do que eu. Maior do que eu me abraçou, sufocou. A garganta presa, agonia, respiração pesada.

E eu não conseguia mais me mexer ali dentro.

Tenho que escapar, que sair.

Não a vi chegando. Por quê?

Por que as coisas tem de acontecer dessas maneiras loucas?

k

 

Anúncios