novembro 2011


Acredito que cada um de nós está aqui nessa vida para aprender coisas. E também acredito que nascemos, ou adquirimos “dons”, vocações diferentes, que acabam por nos definir como pessoas e que definem nossos caminhos, profissionais e pessoais. Somos todos diferentes, portanto é obvio que são diferentes as coisas que nos motivam.
Não saio por aí criticando alguém que resolveu estudar Moda porque a pessoa deveria se preocupar em ajudar pessoas estudando Medicina. Só porque a Medicina, o Direito, são profissões que podem salvar vidas não quer dizer que todos devam exercer estas profissões. Quem nasceu ou adquiriu vocação para isso, que estude, que trilhe um caminho em cima disso, e assim seja com todo o resto. Acredito que devemos nos dedicar a algo que realmente nos dê prazer e realização, a algo que nos faça evoluir, a desenvolver nossos talentos, a ir atrás do que achamos que fazemos de melhor.
Portanto, se existem pessoas que preferem ajudar animais do que outras pessoas, qual é o problema? Deixem que façam aquilo que sabem fazer de melhor. Deixem que sejam cada vez mais praticados a caridade, o amor incondicional, a humildade, e que se foda quais são os objetos que recebem estes sentimentos! Porque está cheio de gente que adora ajudar gente, que vive para isso, que se dedica, que tira pessoas das ruas, que lhes dá de comer. Pessoas que têm vocação para ajudar outras pessoas e o fazem como ninguém.
Ao invés de criticar o objeto pelo qual alguém demonstra sentimentos tão superiores, critiquem pessoas que nutrem sentimentos inferiores.
Nós humanos podemos ser mais “evoluídos” em termos de, sei lá, intelecto, funções cerebrais e o kct a 4, mas todos nós, homens e animais, estamos aqui no mesmo barco, vivendo dos mesmos recursos. Aos olhos do planeta somos todos iguais. Se essa merda aqui explodir um dia, todos nós explodiremos junto. Não é preciso ser nenhum Einstein para saber que cada vez mais a humanidade sofre por desdenhar a Natureza e por tratar os animais como inferiores.
Quer criticar, julgar? Vai criticar e julgar aquele filho-da-puta daquele político que vive às custas do seu dinheiro. Se eu quero ajudar animais ao invés de gente, pode ter certeza que estou contribuindo muito mais para a evolução da humanidade do que você.

k

Queria me desligar às vezes. Poder fechar o fluxo dos pensamentos, controlá-los de uma forma que nada pudesse me desestabilizar por muito tempo. É impressionante a quantidade de auto-boicotes por segundo que assola a minha cabeça.

Quando eu me dou conta que estou pensando merda, eu me controlo pra que não aconteça. O problema é todo o tempo que eu gasto com besteiras e coisas sem importância até ganhar consiência de que eu estou gastando tempo com besteiras e coisas sem importância.

Esses dias eu resolvi direcionar a minha energia e o pensamento pra fazer uma oração – Não vou entrar em méritos de religiões pq eu mesma não tenho uma. 

Impressionante como, depois que eu terminei, me senti muito mais forte e positiva, e como durante os momentos em que eu me concentrei eu realmente acreditei naquilo que estava pedindo. Não sei se foi pelo fato de não pedir por mim, mas por outras pessoas, eu sei que uma hora eu realmente podia sentir toda aquela energia sendo emanada. Não havia espaço para auto-boicotes, nem pensamentos ruins ou sem sentido. Havia um foco, e toda a minha energia estava canalizada para aquele foco.

Esse tipo de coisa que me faz realmente acreditar que o que a gente pensa tem poder de virar realidade. Mas não o que a gente pensa assim, meio sem planejamento, como desejar coisas num momento, e em outro nem lembrar mais. Falo das crenças que a gente acumula ao longo da vida, a forma de enxergar o mundo, coisas que ficam cristalizadas na cabeça e que a gente acredita que realmente faz parte do que a gente é – coisas que podem ser boas e ruins.

Se os pensamentos realmente podem fazer coisas acontecerem eu tô na roça, pq ultimamente o negócio tá feio rs.

Aff… Semaninha chata essa. Inda bem que acabou-se tudo.

k

Ain’t no sunshine when he’s gone.
It’s not warm when he’s away.
Ain’t no sunshine when he’s gone,
and he’s always gone too long
anytime he goes away.
 
Wonder, this time where he’s gone.
Wonder if he’s gonna stay.
Ain’t no sunshine when he’s gone,
and this house just ain’t no home,
anytime he goes away.
 
And I know,I know, I know, I know, I know
I know,I know, I know, I know, I know
I know,I know, I know, I know, I know
I know,I know, I know, I know, I know
I know, hey I ought to leave the young thing alone…
But ain’t no sunshine when he’s gone.
Only darkness everyday. Ain’t no sunshine when he’s gone,
and this house just ain’t no home,
anytime he goes away.
Anytime he goes away, anytime he goes away
Anytime he goes away.