outubro 2010


Semana passada estava repousando no ônibus, a caminho da labuta, quando tive um insight muuuiiito legal, sobre minha vida e como são as coisas, fiquei animadinha na hora, pensei: “Esse aqui vai pro blog”, coisa e tal.

Porém, contudo, entretanto, todavia, esqueci do que descobri.

Minha memória recente está horrível. Acho que vou comer cabeças de fósforos queimadas.

k

Anúncios
De clichê o mundo está cheio, todos estão carecas de saber.
Engraçado é conhecer pessoas-clichê. Hoje mesmo, descobri que conheço um cara-clichê. Hahahaha. Muito legal isso.
Engraçado é que as pessoas-clichê não têm a mínima ideia de que são clichês ambulantes (creio que se soubessem, não seriam – ok, tem muita gente without notion por aí), e isso torna as coisas ainda mais divertidas. Podemos estudar seu comportamento, tipo: se essa pessoa é um clichê, será que consigo prever suas reações? Se eu agir desse modo, ela reagirá de tal forma. Podemos aprender muito – por exemplo, sobre como não ser igual à pessoa – hahahaha.
Então, cara-clichê, qual será seu próximo alvo???
k