Estava com saudade de ouvir melodias saídas do seu violão. Já há algum tempo que reparei que você vem compondo e tocando novamente.
Lembrou-me os “velhos tempos”, seus primeiros acordes, seus primeiros versos. A zona boa que era nossa casa só com a gente e amigos sempre presentes.

Mesmo que tenha havido coisas muito desagradáveis durante o percurso, fico feliz em saber que sua mente ainda cria; que, apesar dos pesares, ainda tem muita coisa boa rolando nessa cabeça.
E quem sabe um dia essas novas composições virem músicas novamente. Quem sabe um dia eu e mais um monte de gente cante e dance as suas ideias e melodias.
Quem sabe um dia, agora com maturidade, você possa curtir tudo isso de forma saudável. Sem seus momentos de presepadas, mancadas, infantilidade e falta de escrúpulos, e sem as influências negativas de gente interesseira.

Mesmo se isso não acontecer, pelo menos as músicas que você compôs já valeram a pena, e continuam valendo para muita gente… inclusive gente que se utilizou delas para conseguir algo, já que não tem nem 10% da sua criatividade pra fazer melhor ou, pelo menos, igual.

Se, apesar de todos esses pesares, valeu a pena… imagine sem eles.
Bolas pra frente!

k
Anúncios