fevereiro 2010


Cansei.
Cansei de toda a conversinha mole, cansei da falta de bom-senso, cansei da sem-vergonhice, cansei das segundas intenções.
Dos sorrisos dissimulados, dos olhares inquisidores, dos gestos mentirosos, das conversas sem sentido, das palavras vazias.
Cansei da superficialidade, da futilidade, da falsidade, da incoerência, da vontade de querer passar pra trás.
Tudo isso é um saco. Conviver é um saco.
Mas fazer o quê?  Conviver é necessário!
Porque no meio desse monte de merda, desse monte de mesquinharia, interesses ocultos; no meio do fogo cruzado (ou do fogo à queima-roupa mesmo)… tem sempre um ou outro que fazem a diferença, uma coisa ou outra que valem a pena, alguém de verdade.
Aí por um instante a gente até esquece que tem tanta gente podre nesse mundo.
k
http://www.fotolog.com.br/carolvito/71940166

I’ve got a bad disease
But from my brain is where I bleed.
Insanity it seems
Has got me by my soul to squeeze.

Well all the love from thee
With all the dying trees I scream.
The angels in my dreams (yeah)
Have turned to demons of greed that’s mean.

Chorus:
Where I go I just don’t know
I got to got to gotta take it slow.
When I find my piece of mind
I’m gonna give you some of my good time.

Today love smiled on me.
It took away my face say please
All that you had to free
You gotta let it be oh yeah.

Chorus

Oh, so polite indeed
Well I got everything I need.
Oh make my days a breeze
And take away my self destruction.

It’s bitter baby,
And it’s very sweet.
I’m on a rollercoaster,
but I’m on my feet.
Take me to the river,
Let me on your shore.
I’ll be coming back baby,
I’ll be coming back for more.

Doo doo doo doo dingle zing a dong bone
Ba-di ba-da ba-zumba crunga cong gone bad

I could not forget
But I will not endeavor
Simple pleasures aren’t as special
But I wont regret it never.

Chorus

Where I go I just don’t know
I might end up somewhere in Mexico.
When I find my piece of mind
I’m gonna keep it for the end of time.

AMO ESSES CARAS, E ESSA EM PARTICULAR (Flea, você é muito, mas muito, mas muito foda mesmo).

Sentimentos ruins.
Chegam como os bons, ficam o quanto queremos que fiquem.
Fazem mal o tempo que quisermos que façam.
Podemos escolher NÃO SENTIR?
Não.
Mas podemos escolher como reagir perante esses sentimentos destrutivos.
Nas nossas mentes imediatistas, queremos que passem logo, que nos deixem em paz.
Porém, (in)felizmente não é isso o que ocorre.
Então me lembro daquela passagem sobre o medo, e a aplico para os outros sentimentos:
Depois que ele passar por mim, verei com os olhos da alma o seu caminho. Apenas restarei eu.
Tudo aqui é aprendizado, e nada acontece por acaso. Tudo tem razão de ser.
Difícil é pensar nisso durante uma crise de ciúme. Difícil é não ser egoísta quando se está apaixonado – a paixão é egoísta.
MAIS UMA VEZ… a mesma situação. Eu já deveria ter me acostumado com isso.
k