Por que esperamos sempre o melhor das pessoas, quando, na verdade, devemos esperar o melhor de nós mesmos? Por que culpar o outro quando, na verdade, temos que culpar a nós mesmos? Por que achar que os outros vão nos trazer as coisas, quando, na verdade, podemos trazê-las nós mesmos?

Porque jogar as expectativas, as coisas erradas, a felicidade nos outros nos poupa esforços. É muito difícil fazermos todo o trabalho sujo, botar a mão na massa. Queremos tudo pronto. Temos preguiça até de visualizarmos as coisas boas. Em acreditarmos que podemos fazer diferente. Que podemos fazer tudo o que quisermos, e sozinhos.

Quanta preguiça. Quanto comodismo. Quanta covardia.

Ninguém vai nunca nos dar aquilo que esperamos, porque só nós sabemos, de verdade, o que queremos. Não devemos esperar nada de ninguém. Só de nós mesmos. Isso não quer dizer, em absoluto, que temos que ser sozinhos. Mas que devemos ser completos sozinhos. O outro não aparece para preencher os espaços vazios, mas para adicionar algo ao que já existe.

Preenchamos nossos vazios, e depois procuremos os complementos.

Hehehehehehe.

k

Anúncios