Se houvesse um jeito de matar sem tirar sangue… quer dizer, matar sem matar literalmente. Apenas extinguir, mas não simplesmente fazer sumir com um estalo de dedos, extinguir com emoção, matar com energia de quem, por exemplo, esfaqueia ou esgana. E que a energia se dissipasse juntamente com o corpo sem vida, e que não houvesse arrependimento nem culpa, só o poder livre. O poder de quem se livrou de um peso medíocre, sujo, falso e podre. Ouvir o seu último suspiro e sorrir.

k

Anúncios