Alô!

Sabe esses dias

Em que horas dizem nada

E você nem troca o pijama

Preferia estar na cama

Um dia, a monotonia

Tomou conta de mim

É o tédio

Cortando os meus programas

Esperando o meu fim…

Sentado no meu quarto

O tempo vôa

Lá fora a vida passa

E eu aqui à tôa

Eu já tentei de tudo

Mas não tenho remédio

Prá livrar-me desse tédio…

Vejo o programa

Que não me satisfaz

Leio o jornal que é de ontem

Pois prá mim, tanto faz

Já tive esse problema

Sei que o tédio

É sempre assim

Se tudo piorar

Não sei do que sou capaz

Não sei do que sou capaz…

Tédio!

Não tenho um programa

Tédio!

Esse é o meu drama

O que corrói é o tédio

Um dia eu fico cego

Me atiro deste prédio…

Biquíni Cavadão

Anúncios