Sonhei que tinha você, que já lhe conhecia, que já tinha lhe conhecido e que estava feliz ao seu lado.

Que tinha deixado o passado no passado, bem longe, destruído.

Sonhei que você estava aqui. Que suas mãos me ajudavam, que tinha seu abraço, seu beijo, sua companhia, suas palavras, às vezes doces, às vezes duras, e muitas vezes divertidas.

Que você me dava tudo o que eu precisava, e eu não precisava mais procurar por você.

Sonhei que eu estava preparada, que eu mesma estava preenchida, que já era inteira e consciente de mim mesma, e que naquele instante eu já podia ter alguém do meu lado, também inteiro, para se fundir a mim.

Estava tudo bem. A partir daquele momento a vida estava completa.

Que merda. Acordei.

Nada mudou. Ainda não te conheço (ou não te descobri, ou você não me descobriu, ou os dois). Ainda não esqueci o passado. Ainda não me conheço. Ainda não tenho você.

Pare de reclamar do que você não tem, Carol Ann.

Pense no que você tem HOJE, Carol Ann. Agradeça pelo que tem hoje, Carol Ann. Você é perfeita, Carol Ann. Você não é doente, Carol Ann. Sua família é unida, Carol Ann. Vá para a Luz, Carol Ann.

Saia da tela deste computador, Carol Ann. Seu sobrinho quer comer arroz, vá fazer, Carol Ann.

Tô indo.

C.A.

Anúncios