(in)finito 5.6.07

(…)E o vento vai levando tudo embora 22.7.07

La Providência… você que é a encarregada aqui, né? Quero fazer uma reclamação!!!

Já deixei o negócio com você, que é? Qualé, qual foi, tá jogando de volta??? Aiaiai…

Você ia gostar se lhe mandassem de volta uma ferida, uma chaga, purulenta, nojentíssima, escorrendo aqueles líquidos, fedida, verde, amarela, gosmenta, da qual ALGUÉM havia combinado com você que ficaria e daria cabo dela???

Portanto filhinha, faça-me o favor… ‘taca Povidine, Merthiolate, Água Boricada, ácido sulfúrico, o que for!!! Mas não me devolve isso não!!!

Faz tempo que você tá brincando comigo! Pegou prá você, depois me jogou, depois pegou de novo, agora tá achando que eu vou aceitar essa meleca toda, né? Pois COITADA DE VOCÊ.

Achei que pelo menos com você, a grande dama, poderia continuar a ser boazinha… mas tô vendo que não dá.

É o seguinte, tô lhe entregando essa coisa pior que merda pela última vez… e que não volte mais, nem que você tenha que comer essa inhaca!!! E não me peça mais nada por um bom tempo, estou de mal.

Passar bem, dona.

k

Anúncios