junho 2006


PRECONCEITO… é não se conhecer.

PREMATURO… é verde pra viver.

PREMEDITAÇÃO… é pensamento que vem primeiro.

PREOCUPAÇÃO… é ocupar-se o tempo inteiro.

PREPARAÇÃO… é pensar para o futuro.

PREVENÇÃO… é não ficar em cima do muro.

PREVARICAÇÃO… é coisa de político sacana.

PREPOTÊNCIA… é de quem se julga bacana.

PREDESTINAÇÃO… é desculpa por não fazer.

PREMONIÇÃO… é falar do que vai ser.

PREDISPOSIÇÃO… é potencial pra se fuder.

Meu pai

Anúncios

Vi alguém falando na TV do “grande mestre Alex Luigi”. Pintor. Gostei desse nome.

Fico imaginando a figura de Alex Luigi: altura, peso, cor dos cabelos, cor da pele. Fisionomia. Jeito de andar. Como será a vida de Alex Luigi?

Rico, famoso. Sessenta e cinco, por aí. Mora numa grande casa de campo, no sul da França. Uma vila, sim, uma linda e charmosa vila. É solteiro, teve muitas mulheres mas nunca se prendeu definitivamente a nenhuma. Filhos? Vários, mas mal os conhece, apenas manda um dinheiro de quando em quando.

E passa seus dias pintando, sem pressa, saboreando cada obra, saboreando todo o prestígio, toda a fama que possui. Ele merece, afinal teve uma infância pobre e batalhou muito para conquistar tudo isso. Mora bem, veste bem, come bem, bebe bem. Alex Luigi viajou muito pelo mundo, mas atualmente está numa fase caseira. Não sai pra quase nada, manda a governanta fazer as compras e pagar as contas. Fica dias e dias reservado, feliz, no seu mundo. Possui algumas galerias pela Europa, e delas chegam seus cheques polpudos pelos quadros vendidos.

Esta é a vida de Alex Luigi. Ah, ele está morto? Ué, não deixa de ser sua vida, só que além-túmulo. Vai saber.

k

Ela caminhou até a praia e viu uma estrela-do-mar, morta, na areia. Olhou para cima e viu o brilho de uma estrela, morta, no céu.

A estrela-do-mar, morta, era feia, estava entrando em decomposição. A estrela-do-céu, morta, continuava a brilhar. Tanta era a distância entre ela e a Terra que sua luz ainda chegava mesmo depois do corpo celeste ter desaparecido.

Ela então pensou no que poderia fazer para que, mesmo depois de morta, pudesse continuar por muito tempo, ter seu brilho propagado. Não gostaria de sumir de repente, na crueldade e feiúra da morte.

Ela desejou que, quando morresse, ficasse igual à estrela-do-céu.

k

Eu gosto da Copa do Mundo. É daquelas coisas iguais ao Sol: a gente tem a certeza que vai chegar de tempo em tempo. O Sol aparece sempre 12 horas depois de ter sumido; a Copa vem sempre 4 anos após sua última aparição.

Se o Sol não aparece às 7 da manhã, se o dia continua noite, fudeu: o Apocalipse, já era, acabou tudo. Com a Copa é a mesma coisa. São certezas, e essas certezas não nos fazem entrar em pânico. É a rotina, a segura e sólida rotina, que 99,999% da humanidade não vive sem. Nós brasileiros seríamos o povo que mais sofreria se a Copa acabasse, porque o futebol é uma das poucas coisas em que somos bons e famosos mundialmente por isso.

Ainda bem que existe a Copa. Deus a abençoe. Que ela sempre exista. Mas se acabar um dia, tomara que o Brasil esteja bem na frente no saldo de vitórias, tipo o segundo lugar heptacampeão e o Brasil dodecampeão – sei lá se 12 escreve assim, igual dodecágono. Aliás, é dodecágono mesmo???

k

O que ela deve fazer? O que ela deve sentir?

Deve corresponder ao que ele sente? Mas como seria corresponder: sentir igual ou sentir no mesmo nível, com a mesma intensidade? Mas como ela sabe qual é a intensidade do que ele sente? Como ela sabe o que ele sente?

Não sabe. Só sabe que sente culpa. Culpa por achar que não sente o suficiente.

k

A mesma nave chegando, cenário parecido, crianças gritando com pompons nas mãos.

Mas a roupa… engraçado é que parece que, quando eu era criança, as crianças eram mais crianças, e as coisas não eram tão liberais… e ela apresentava o programa seminua. Aí hoje, quando as crianças são mini-adolescentes, tá tudo mais escancarado… ela se cobre.

Fico pensando no que as apresentadoras infantis irão usar daqui a dez anos. Burcas, talvez.

k

(Edinei é uma garota legal, honesta, limpa, inteligente, que às vezes é possuída pelo demônio e faz coisas que não gostaria de fazer).

Hoje é meu aniversário. Quer dizer, daqui a 5 minutos não é mais, são 23:55.

Meu ex não me ligou. Nem um torpedinho, nada. Pô, a gente ficou junto 3 anos, que é que custa mandar uma mensagem: “Parabéns.”, só, nada mais que isso? Não custa, meu!!! Será que esses 3 anos não significaram nada???

Será que no último mês do namoro, quando ele começou a ficar estranho comigo, já estava rolando um clima com a minha prima? Porque, pelo que eu sei, eles só ficaram uns dias antes de eu terminar com ele.

Por que ele não chegou, não foi HOMEM, e me falou que não tava legal, que tava afim de outra? Sabe, ficou me enrolando um tempão, sendo frio comigo, e eu achando que era eu que tinha algo de errado, quando na verdade era ele!!! Pior, nem quando ele ficou com a minha prima veio me falar, eu que fiquei sabendo pelo namorado da irmã dele (que é meu amigo), e tomei a iniciativa de terminar. Aí logo depois ele já veio pagando de gatinho, de mão dada com ela, no meio da galera… putz.

Covarde. Fico pensando quando é que ele ia me contar… Foda. Hoje ele provou que não tem um pingo de consideração. Filho da puta.

Bom, isso foi ontem, já passou da meia-noite. Foi-se o meu niver. Ah, até que foi legal, meu. Beleza, meu ex é um idiota, mas isso foi ontem. Opa! Mensagem no celular!!!

Parabéns, Di, lembrei agora. Td de bom, te adoro muito. Vc merece ser feliz. Bjsssssssssss

E… não é dele!!! É de um dos amigos dele, aquele que curte fazer trilha… hummmmmmmmm. Não há nada como um dia após o outro.

Próxima Página »