(Edinei é uma garota legal, honesta, limpa, inteligente, que ás vezes é possuída pelo demônio e faz coisas que não gostaria de fazer).

Há dois meses vivo assim: um dia após o outro.

Ontem, na baladinha, caipirinhas, papo rolando solto, acabei contando a um total desconhecido tudo o que me aconteceu. Claro que depois disso ele nem quis mais saber de ficar comigo. Quer dizer… eu nem sabia se ele realmente queria ficar comigo. Pensando bem, acho que não, já que fui a uma balada gay.

Enfim.

Ele disse que eu tenho que ficar com um amigo dele (do meu ex), e eu assim: “Não tenho coragem!”. E ele assim: “Lógico que você tem!!! Aí ele vai sentir o que você sentiu!”, e eu: “Tá, vamos ver…”. Acho que o nome dele era… hummmm… alguma coisa com R… sei lá.

Bom, hoje, depois de pensar bastante, acho que o… é alguma coisa com R, caralho! Enfim… acho que ele tá certo. Ah, tá pensando o que? Que me achou no lixo??? Que depois de 3 anos de namoro pode me trocar por outra menina, zu-a-da, e ficar por isso mesmo? E eu posso falar que é zu-a-da, pois é minha prima. Vagabunda. Mas espera. Isso tem volta.

Anúncios